Mindfulness e juventude: promoção de saúde mental e mitigação de riscos associados à COVID-19

O LINHA, em parceria com a Associação de Saúde Emocional da Criança (ASEC) e com o fomento do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), está apoiando a implementação e avaliação do programa Caixa de Ferramentas ASEC, uma metodologia baseada em Mindfulness e Aprendizagem Socioemocional para a promoção de saúde e bem-estar. O projeto, que beneficiará aproximadamente 1000 adolescentes e jovens brasileiros em situação de vulnerabilidade social, visa a acolher às demandas de saúde mental da nossa população jovem no contexto da pandemia de COVID-19.



A pandemia de Covid-19 trouxe uma nova experimentação da realidade social para adolescentes e jovens brasileiros com implicações significativas à saúde física e mental, em especial para os grupos mais vulneráveis. Organismos internacionais do Sistema das Nações Unidas como UNICEF, OMS, UNESCO referem também riscos relacionados à evasão escolar e perdas relativas à renda e inserção laboral. Dados epidemiológicos prévios à pandemia, confirmam uma prevalência de 10% a 20% de transtornos mentais entre crianças e adolescentes (OMS). Os desafios desse cenário agora somam-se aos efeitos da nova pandemia. O confinamento prolongado e os fatores estressores associados à atual emergência em saúde possui desdobramentos sobre a saúde física e mental de adolescentes e jovens. Estudo recente realizado no Brasil pelo CONJUVE com participantes entre 15 e 29 anos indicou que a pandemia da COVID-19 está causando prejuízos na saúde física e emocional, qualidade do sono, além de impactos financeiros e nos relacionamentos. Parcela significativa dos jovens relataram ainda dificuldade em lidar com educação remota, administrar os estudos, impactando suas perspectivas educacionais futuras, tendo 28% dos participantes relatado considerar não retornar às atividades educacionais após o fim do isolamento social. Dados do U-Report, uma relevante iniciativa do UNICEF que faz uso das redes sociais para fomentar a participação de jovens e adolescentes brasileiros, indica que 72% dos entrevistados sentiram necessidade de solicitar apoio em relação ao seu bem-estar físico e mental durante a quarentena. Entretanto, aproximadamente 41% dos jovens e adolescentes não recorreram a nenhum tipo de apoio.



Neste contexto, o presente projeto tem por objetivo apoiar a construção de programas de intervenção baseados em evidências que subsidiem a formulação de políticas públicas em saúde mental entre jovens e adolescentes. Sustentadas por uma perspectiva dialógica e participativa, o programa Caixa de Ferramentas ASEC tem como fundamento o conceito de rodas de conversas estruturadas. Alicerçado em técnicas de Mindfulness e aprendizagem socioemocional. Intervenções Baseadas em Mindfulness ganham cada vez mais espaço entre crianças, adolescentes e jovens. Apesar de recente, esta abordagem vem acumulando evidências crescentes na promoção da saúde mental e do bem-estar, impactando positivamente em habilidades sociais, emocionais e cognitivas. Estudos indicam redução de níveis de estresse, ansiedade e reatividade emocional, além de melhora nas habilidades de atenção e funções executivas entre jovens e adolescentes. Efeitos positivos são referidos também na qualidade do sono e na autoestima. O Caixa de Ferramentas ASEC visa, portanto, ampliar estratégias de enfrentamento e promover resiliência com impacto na construção de redes de jovens para jovens, mitigando assim riscos associados à vulnerabilidade social e à COVID-19.

111 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo